Buscar
  • Yasmin Rezende Dias

O que é e como calcular o seu inventário de estoque

Atualizado: 9 de set. de 2021

Saiba a importância e como calcular o seu INVENTÁRIO DE ESTOQUE!


O inventário de estoque nada mais é do que uma lista de bens, produtos e materiais disponíveis em estoque que são armazenados por uma empresa, seja internamente ou externamente.


Manter este controle periodicamente é de extrema importância para tomar decisões estratégicas!


Na contabilidade, é necessário que em todo o início de ano os clientes enviem a posição detalhada dos itens que constavam no seu estoque (inventário) no último dia do ano anterior.


A seguir você verá quais os relatórios necessários a serem enviados à contabilidade e como devem ser calculados de acordo com as categorias: matéria-prima, produtos em elaboração, produtos acabados e mercadoria para revenda.


Matéria-prima

Deve ser calculada pela média ponderada.


Produtos em elaboração

Deverão ser avaliados em uma vez e meia o maior custo das matérias-primas adquiridas ou em 56% do maior preço de venda do produto acabado no período-base.


A fixação do critério de avaliar os estoques de produtos acabados com base no maior preço de venda de cada produto durante o período-base poderá gerar valor negativo na conta de Custo dos Produtos Vendidos. Isso ocorre quando a empresa tiver efetuado poucas vendas e tiver muito estoque no final do período-base.


Portanto, não existe custo negativo de produtos vendidos, pois o arbitramento de estoque é presunção de valor que não poderá prevalecer diante do custo efetivo da contabilidade.


Produtos acabados

De acordo com o art. 296 do RIR/99, deverão ser avaliados em 70% do maior preço de vendas desse produto no período-base.


Exemplo: O maior preço de venda da empresa fabricante de mesas durante o período-base foi de R$ 2.000,00 por unidade.


Neste caso os estoques de mesas deverão ser avaliados por R$1.400,00 por unidade. O PN nº 14/81 esclareceu que a base de cálculo para encontrar o valor do estoque de produto acabado e em fabricação é o maior preço de venda constante na nota fiscal antes de computar o IPI mas sem exclusão do ICMS.


Por igual razão, não se poderão excluir para determinação do maior preço obtido os valores do frete e transporte e das vendas a prazo que não forem destacadas na nota fiscal e devidamente contabilizadas.


Mercadoria para revenda

Pela média ponderada.

4 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo